Quais as Funções da Literatura? Tudo Sobre e O que é

quais-as-funcoes-da-literatura

Quais as Funções da Literatura? é “o conjunto das obras escritas em determinada língua, que possuem relevância cultural”.

Se recuarmos o conceito de “Quais as Funções da Literatura?” como a entendemos nos dias de hoje e deslocarmos seu nascimento até quando os homens, por intermédio da escrita, começaram a difundir seus pensamentos, a análise dos sentimentos e da vida, a própria imaginação.., então nos encontraremos diante de uma ,imensa quantidade de obras.

Quais as Funções da Literatura?

Assim como existe o vinho “de origem controlada” (DOC), reservado para grandes ocasiões, e o vinho comum de mesa, para todos os dias, às vezes não muito puro, existe também uma literatura mais refinada e outra de maior consumo.

Há o grande romance de autor famoso, que se difundiu pelo mundo todo, e aquele de escasso valor literário, mas que conquista uma grande faixa de público justamente porque é acessível a qualquer um, explora os sentimentos mais comuns e os expressa de forma usual, não artística.

Quando falamos sobre quais as funções da literatura? Os próprios canais de distribuição desses dois tipos de literatura são diferentes.

Aquela “imortal”, com L maiúsculo, é encontrada nas livrarias, nas grandes bibliotecas; a denominada “popular” engrossa as vendas de bancas de jornais e supermercados.

História da Literatura

Quando falamos sobre Quais as Funções da Literatura? não podemos esquecer da popular tem origens muito antigas. Era oral e não escrita, sendo difundida por trovadores e jograis. Contavam-se as  façanhas dos antigos cavaleiros andantes, histórias das cortes, episódios sangrentos.

Depois, os trovadores foram substituídos pelos contadores ambulantes de histórias, que, com frequência, paralelamente ao texto usavam grandes cartazes divididos em quadros, cada um dos quais ilustrando um momento importante da história que estava sendo contada.

Quando ler e escrever deixou de ser um privilégio de poucos e o papel impresso se multiplicou, a literatura popular abandonou a tradição oral e invadiu as edições econômicas e os jornais.

Literatura popular

No século XIX nasce o “folhetim”, que tem esse nome porque é publicado nos jornais, juntamente com o noticiário e a crônica, e tem por objetivo aumentar o número de leitores com histórias impressionantes; dividi-las em capítulos, então, aumenta o suspense.

A literatura popular daquele século ostenta nomes consagrados como Alexandre Dumas, Emilio Salgari, Carolina Invernizio, Eça de Queirós e Machado de Assis.

Quase todos os escritores que se dedicaram a esse gênero literário têm uma produção muito elevada, pois seu produto é de consumo imediato.

Dizem que Alexandre Dumas, para fazer frente às exigências do mercado, contratava vários ghost-writers, isto é, escritores anônimos que, por dinheiro, concordavam em entregar aquilo que produziam a quem anônimo já não o era fazia tempo, e assinava como autor.

Hoje escrevem-se livros com o computador: o sofisticado instrumento já se tomou indispensável para boa parte dos escritores que têm de produzir em pouco tempo textos que serão transformados em livro em prazos ainda mais curtos.

Gostou do nosso artigo sobre Quais as Funções da Literatura?  Compartilhe!

Imagem- revistabula.com

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *