Guerra das Duas Rosas – Causas e Consequências

a-guerra-das-duas-rosas

 

Neste artigo faremos um resumo a guerra das duas rosas. Com a derrota da Inglaterra ante a França, na Guerra dos Cem Anos, os ingleses acabaram envolvidos numa guerra civil, que durou trinta anos (1455-1485).

Causas

O conflito, conhecido como a Guerra das Duas Rosas, originou-se com a pretensão de Ricardo, duque de York (cujo brasão era formado por uma rosa branca), de herdar a coroa real, que estava nas mãos de Henrique VI, da dinastia dos Lancaster (cujo brasão trazia uma rosa vermelha).

Considerado mentalmente incapaz, Henrique VI era tutelado por sua mulher, Margarida d’Anjou (uma nobre francesa), o que descontentava os ingleses. Alegando a insanidade do rei, Ricardo, parente de Henrique VI, reivindicava o trono.

Mas a oposição de Margarida fez com que as duas casas entrassem em guerra. Em 1455, Ricardo de York aprisionou o rei e fez-se “protetor” do reino. Margarida, porém, formou um exército e derrotou as tropas de York, em 1460. Com a morte de Ricardo, nesse mesmo ano, tudo parecia estar resolvido.

Mas o poderoso duque de Warvick passou a apoiar os partidários de York, que contra-atacaram em 1461, coroando rei da Inglaterra Eduardo IV, filho de Ricardo. Margarida teve de exilar-se. Contudo, como defendesse uma reaproximação com a França, Warwick entrou em choque com o novo rei e assumiu a causa da rainha exilada.

Com a ajuda de Warwick, Margarida desembarcou na Inglaterra, em 1470, libertou seu marido Henrique VI e obrigou Eduardo IV a fugir. Mas a vitória teve curta duração. O duque de Clarence, aliado dos Lancaster, mudou de lado, criando outra reviravolta na Guerra das Duas Rosas.

Consequências da Guerra das Duas Rosas

Seguiu-se urna terrível carnificina: quem não morreu nos campos de batalha foi assassinado, o que veio a acontecer com Warwick e Henrique VI. Somente a rainha Margarida escapou, graças a Luís XI, da França, que comprou sua liberdade.

Eduardo IV, que governou através do terror, morreu em 1483, levando a Inglaterra a outro período de guerras entre os York e os Lancaster. Aproveitando a desintegração do reino, Henrique Tudor, conde de Richmond, venceu Ricardo III, irmão de Eduardo IV, na batalha de Bosworth, em 1485.

Foi o fim da Guerra das Duas Rosas. Assim, a dinastia ‘Ilidor, aproveitando o fato de que a nobreza se encontrava arruinada pela guerra, fortaleceu a monarquia e deu origem ao absolutismo, elementos que iriam caracterizar a nova fase da história inglesa.

Gostou do nosso artigo sobre a guerra das duas rosas? Compartilhe!

Imagem- em.com.br

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *